02/10/2013

Galaxy Gear: A nova aposta da Samsung

O smartwatch da Samsung marca a entrada da empresa em uma área ainda inexplorada do mercado: os relógios inteligentes.

gear

A Samsung mostrou o Galaxy Gear pela primeira vez em Berlim no mês passado, mas já em sua primeira aparição, o Galaxy Gear criou algumas dúvidas sobre os seus visíveis defeitos e se valeria o investimento.

Primeiramente, vamos falar das configurações do aparelho. Com um visor AMOLED de 1.63” e resolução de 320 x 320, o Gear consegue mostrar o horário com clareza em uma tela resistente, no entanto, o horário fica apagado até você apertar um botão na lateral. O relógio conta com um processador de 800 MHz, com 512 MB de RAM e 4GB de armazenamento. O relógio também vai ter uma câmera de 1.9 megapixel.

O maior problema do Galaxy Gear é a bateria de 315 mAh. Após uma carga completa, o aparelho vai aguentar um dia inteiro, se fizermos a comparação com o SmartWatch da Sony e o Pebble, que prometem ter baterias com duração de dias, o Gear fica bem atrás.

A integração com outros dispositivos Samsung é um chamativo do smartwatch, é possível atender chamadas e ler as mensagem do smartphone Samsung do usuário pelo relógio com o uso do bluetooth. No entanto, não são todos os smartphones que conseguem fazer essa conexão, apenas o Galaxy Note 3 tem compatibilidade total com o relógio até o momento.

O que parece é que o smartwatch da Samsung foi feito apenas para ser lançado antes que o iWatch da Apple e isso fez com que o Gear sofresse muito em seu desenvolvimento. Com os erros cometidos, a Samsung vai poder se aprimorar na criação de smartwatches e ir melhorando a tecnologia usada nos aparelhos.

O Galaxy Gear não é um dispositivo necessário, é mais prático olhar as horas no celular do que usar as 2 mãos para conseguir ver no Gear, a recomendação é esperar as novas versões do relógio para ter certeza que o equipamento vai ser um investimento que vale a pena. O Galaxy Gear chega às lojas brasileiras no final de outubro. O preço nos Estados Unidos é de US$ 300, já o preço no Brasil ainda não foi divulgado.

Prós:

  • Câmera na mão em todos os momentos

Contras:

  • O horário não aparece o tempo inteiro
  • Pouca bateria
  • Falta de interação com aplicativos e smartphones
  • Tela pequena
  • Preço Alto
voltar

Cadastre-se e concorra agora mesmo.

*Campos Obrigatórios

Categorias