28/11/2013

JORNAL O VALE: A um mês do Natal, comércio mira nas vendas da Black Friday

Faltando menos de um mês para o Natal, a compra de presentes pela internet está em alta. É neste segmento que ocorre amanhã a maior parte das vendas da Black Friday e, ainda que em menor proporção, lojas físicas também abram suas portas para atrair o consumidor com preços diferenciados.Nos shoppings da região, por exemplo, não foram todos os varejistas que abraçaram a ideia. Há quem tenha firmado parceria com o site Black Friday para impulsionar as vendas no comércio eletrônico, mas sem disponibilizar as mesmas ofertas nos endereços físicos.

De carona na ideia americana, diferentes segmentos do comércio esperam limpar estoques hoje, como é o caso das concessionárias. “Os veículos seminovos estarão com até R$ 6.000 abaixo da tabela, além de novos com taxas e preços especiais”, afirmou a gerente de vendas da Veibras, Viviane Silveira

Vendas.Com a primeira parcela do 13º salário em mãos, dados do setor apontam a expectativa de que o mercado virtual encerre o ano com faturamento de R$ 28 bilhões, 25% a mais que em 2012. Diferente do ano passado, onde produtos eletrônicos foram os mais procurados, o setor que agora deve impulsionar as vendas é o da moda, com roupas e calçados.“É o segundo ano que participamos com vendas pela internet. Aproveitamos para liquidar produtos e oferecer outros exclusivos. O consumidor vai encontrar descontos de até 60%, sendo a maior parte dos produtos femininos”, adiantou Fabio Paiva, gerente de e-commerce da Oscar Calçados.

Dicas.Segundo Pedro Eugenio, CEO da empresa Busca Descontos, organizadora do Black Friday Brasil, consumidores devem evitar o site de ofertas em horários de pico.“A chance de congestionar é muito grande. Sugiro evitar o horário da meia-noite às 2h, além do período do almoço, entre 12h e 14h. No ano passado tivemos mais de meio milhão de pedidos em 24 horas.”Outro detalhe importante para fazer compras pela web é estar com a manutenção do computador em dia. “Em edições anteriores tivemos muitas reclamações registradas, onde o problema era da própria máquina”, reforçou Aparecida Borges, coordenadora do Procon de São José.Pedro Eugenio reforça que o consumidor deve estar atento às grandes promoções, comprando com cautela. “Se organize para não comprar aquilo que não precisa”, finalizou.

‘BF’ CAI NO GOSTO DOS BRASILEIROS

Setor de eletrodomésticos é o campeão da sexta-feira de compras, seguido de artigos para casa, roupas e calçados, entre outros

Está chegando o Dia Mundial do Desconto.Depois da contagem regressiva no site oficial Black Friday Brasil (www.blackfriday.com.br), anunciando a chegada do evento que caiu no gosto dos brasileiros, consumidores podem aproveitar amanhã promoções criadas pelos varejistas.Há boas oportunidades de compra no setor de eletrodomésticos --o campeão de procura--, seguido de outros artigos para a casa, roupas, calçados, entre outros. De origem americana, a Black Friday é realizada nos EUA quando no primeiro minuto do dia seguinte ao feriado de Ação de Graças, o comércio abre suas portas para liquidar.“Aqui os preços despencam. Os eletrônicos são os que mais valem a pena. Tudo é muito organizado, as pessoas vão para a fila com cadeiras, games, som e comida. Se há 40 computadores em promoção, serão distribuídas apenas 40 senhas”, disse Gláucia Barros, brasileira que vive há dez anos em Orlando, na Flórida.

Repercussão.No Brasil, em especial no Estado de São Paulo, o evento ainda não causa frisson na entrada das lojas como nos EUA, já que a maior parte dos varejistas realiza o seu “bota fora” pela web. No site Black Friday, evento organizado pela quarta vez pelo Busca Descontos, há cerca de 120 lojas cadastradas para anunciar suas ofertas amanhã.Há opções no setor de eletroeletrônicos, moda, cosméticos, passagens aéreas, telefonia, infantil, entre outros. “O consumidor encontrará algo para comprar com desconto”, afirmou Pedro Eugenio, CEO do Busca Descontos.“O consumidor prefere a comodidade de pesquisar preços e a facilidade de comprar pela web. Se ele fosse a uma loja física também teria que esperar pela entrega do produto. Então, ele acaba optando por este canal”, acrescentou.Em sua opinião, a proximidade da Black Friday com o Natal é um dos fatores que justifica o dia de liquidações ter caído no gosto dos brasileiros. “É nesta época do ano que o consumidor tem interesse em fazer compras e, claro, com descontos”, disse Pedro.

Promoções.Nesta edição, o site Black Friday espera atrair 850 mil pedidos de compra, movimentando mais de R$ 340 milhões. A expectativa é superar as vendas de 2012, sendo os itens eletrônicos os mais procurados, com destaque para TVs e produtos de informática.“Neste ano o que vai crescer bastante é a procura dos consumidores pelos produtos de moda, além de outros serviços inusitados como seguros de saúde, de carro e planos para academias. Na última edição essas categorias já foram muito relevantes, mas agora acredito que devem explodir”, assegurou Pedro Eugenio.

SAIBA MAIS

Site oficialNo Brasil, 120 lojas estão cadastradas no site www.blackfriday.com.br para oferecer liquidações amanhã

SegurançaComprar pelo site oficial do evento é uma maneira de fugir dos preços maquiados, já que um filtro rigoroso tem avaliado o real benefício das ofertas

ProgramaçãoFaça uma lista com os presentes que pretende comprar para evita gastos desnecessários

DenuncieSe encontrar ofertas irregulares registre por meio do site www.reclameaqui.com.br

Fonte: http://www.ovale.com.br/nossa-regi-o/a-um-mes-do-natal-comercio-mira-nas-vendas-da-black-friday-1.471627

voltar

Cadastre-se e concorra agora mesmo.

*Campos Obrigatórios

Categorias