18/11/2013

MSN: Oferecer descontos "reais" é a melhor forma de lucrar com o Black Friday

A previsão é que as vendas no site oficial do evento gerem R$ 340 milhões, mais que o dobro das vendas do ano passado

Faltando pouco mais de duas semanas, o varejo já se preparar para o Black Friday, ação que reunirá ofertas de produtos com desconto em mais de 120 lojas virtuais do País. A previsão do Busca Descontos, portal de cupom de descontos, é que as vendas no site oficial do evento (BlackFriday.com.br) gerem R$ 340 milhões no dia 29 (dia da ação) - mais que o dobro das vendas do ano passado.

Contudo, na opinião do CEO da Yeah Digital, Alexandre Sibogllo, para lucrar com a ação, é preciso oferecer descontos “reais” ao consumidor. “Algumas lojas em anos anteriores aumentaram os preços antes do Black Friday para diminuir na data, sem prejudicar o lucro”, disse. “Essa atitude pegou mal porque grande parte dos consumidores já acompanhava os preços.”

Sibogllo ressalta que, neste ano, além dos internautas estarem mais atentos a essa “estratégia”, a Camara-e net (Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico) ficou responsável pela autorregulamentação do Código de Ética para o evento, no qual todas as lojas se comprometeram a anunciar ofertas reais na ação. Caso uma empresa não cumpra com o acordo, a mesma poderá sofrer suspensões. “É importante agir com sinceridade, reduzindo os preços do modo que for possível”, disse Sibogllo.

Como lucrar com o Black Friday

Para não acabar perdendo dinheiro com o evento, Sibolgllo dá algumas dicas para varejistas ficarem atentos. Confira abaixo:

1. Negocie o melhor preço

É recomendável fazer negociações com os fornecedores para fazer uma estratégia de preço. “Ofereça um desconto possível, planejado dentro das possibilidades do seu negócio.”

2. Sem prazos “milagrosos”

O varejista deve se atentar à logística no dia da ação. Portanto, não assuma prazos de entrega que não possam ser cumpridos com o volume de vendas do dia. “As lojas precisam planejar com antecedência essas políticas."

Por exemplo, se normalmente o site entrega um produto em três dias, no evento, ele poderá aumentar este prazo. Segundo Sibolgllo, não cumprir o prazo inicial pode manchar a imagem da empresa e a credibilidade.

3. Aproveite o evento para conquistar clientes

Muitos consumidores visitarão o site pela primeira vez no dia 29. O especialista conta que o empresário pode aproveitar o grande movimento para pensar em estratégia de longo prazo, não apenas para o Black Friday.

“O importante é aproximar e manter o relacionamento com cliente para que retorne à loja”, disse. Para isso, garantir uma boa experiência de compra é um bom começo.

4. De olho no planejamento

A alta da demanda é uma excelente oportunidade para golpistas entrarem em ação, por isso, reforçar a coleta de dados dos clientes na hora das compras é uma opção. Outra dica de Sibolgllo é preparar uma análise de risco para que, ao decorrer do evento, a empresa não tenha surpresas.

“Alguns sites acabam, ao longo do dia, reduzindo os valores iniciais para atrair mais consumidores. Não surfe nessa onda, fique fiel ao seu planejamento inicial para evitar prejuízos”, finaliza o CEO.

Fonte: http://dinheiro.br.msn.com/comportamento/oferecer-descontos-reais-%C3%A9-a-melhor-forma-de-lucrar-com-o-black-friday?page=0

voltar

Cadastre-se e concorra agora mesmo.

*Campos Obrigatórios

Categorias