28/11/2013

A TARDE: Black Friday: participantes prometem descontos de até 80%

A Black Friday acontece nesta sexta-feira, 29, com a expectativa de oferecer até 80% de desconto em produtos de 120 lojas dos variados segmentos. E, se depender do portal Busca Descontos, organizador do evento, dessa vez as falsas promoções não tornarão a "sexta-feira negra" motivo de piada nas redes sociais.

A quarta edição terá um código de ética, formulado em parceria com a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico. As lojas que aderirem ao documento terão que oferecer descontos reais.Participam do evento deste ano as principais redes varejistas do País, como Extra, Casas Bahia, Ponto Frio, Walmart, Americanas, Magazine Luiza, além de empresas de telefonia, hotéis, restaurantes, fabricantes de computadores, dentre outras.

Neste ano, no entanto, entre um celular e uma TV nova, a lista também pode incluir uma viagem ou mesmo uma festa infantil. Pegando carona no movimento do varejo, as empresas de serviços começam a aderir à data e lançam promoções para não ficarem de fora do evento. Um setor que já deu as caras em edições anteriores e neste ano veio com mais força é o de turismo.

"É preciso aproveitar esse aumento de tráfego na internet, pois os clientes já ficam esperando oportunidades. Não dava para ficar de fora", afirma Carolina Torres, diretora comercial do site de viagens clickOn.

Ofertas

A internet será responsável por 95% das ofertas da Black Friday. Uma pesquisa feita pelo Busca Descontos, com 5.129 e-consumidores, apontou que 79% deles pretendem aproveitar alguma promoção neste dia.

CEO do Busca Descontos e idealizador da promoção, Pedro Eugênio Toledo, afirma que o número de reclamações em 2012 foi pequeno em relação ao número de pedidos feitos - ao todo quatro mil contra 500 mil, respectivamente. A maioria das queixas foi sobre a inconsistência das promoções e sites de compras fora do ar.

Pedro Eugênio acredita que o grande problema da edição passada, quando o Black Friday ganhou popularidade, foi a pouca informação. "Os consumidores achavam que todos os produtos estavam na Black Friday, e por isso reclamaram", disse.

Para evitar esse tipo de confusão, este ano será utilizado o Selo Black Friday Legal, que indicará os produtos em promoção.

Reforços

O portal também articulou-se com algumas empresas para monitorar a veracidade das ofertas e registrar as queixas dos consumidores.

No dia da promoção, o Instituto Sieve, especializado em inteligência de precificação no comércio eletrônico, vai acompanhar as ofertas. O site Reclame Aqui terá um canal exclusivo para registrar as queixas dos consumidores durante o evento.

"Vamos fazer uma análise para ver quais são as principais reclamações dos consumidores", diz Pedro.

A Black Friday contará ainda com o apoio do Procon-SP. O órgão já anunciou uma "lista negra" de 300 empresas. A Serasa vai permitir que o consumidor pesquise o CNPJ das empresas "Mais importante do que pesquisar os preços é pesquisar a reputação da loja do seu interesse", diz Pedro Eugênio.

Fonte: http://atarde.uol.com.br/economia/materias/1551695-black-friday-participantes-prometem-descontos-de-ate-80

voltar

Cadastre-se e concorra agora mesmo.

*Campos Obrigatórios

Categorias