28/11/2013

VEJA SÃO PAULO: Sete dicas para não cair na 'Black Fraude'

Em sua última edição, no ano passado, a Black Friday Brasil ganhou o apelido nada carinhoso de "Black Fraude", por conta da grande quantidade de ofertas enganosas feitas em nome do evento.

Os descontos, muitas vezes, eram dados com base em valores aumentados na semana que antecedia à oferta, para parecerem mais vantajosos na data.

Neste ano, para driblar esse problema, o grupo Busca Descontos, que organiza a ação, firmou algumas parcerias para assegurar a veracidade das ofertas. O Instituto Sieve, que monitora preços no comércio eletrônico, ficará responsável por rastrear possíveis propagandas enganosas, enquanto o site Reclame Aqui terá um canal exclusivo para reclamações dos clientes.

Mas também vale a pena ficar atento se as promoções da Black Friday são mesmo supervantajosas. Como o regulamento do evento não prevê que um mínimo de desconto seja aplicado às ofertas, muitas vezes o preço pode baixar menos do que nas promoções do mês de janeiro, por exemplo, quando aplica-se algo entre 50% e 70% aos produtos em estoque nas lojas.

Confira outras dicas dos especialistas para não cair no esquema:

1. Compre através das lojas cadastradas no site oficial do evento.

As 120 lojas participantes do Black Friday Brasil estarão reunidas no site oficial da ação. As ofertas disponíveis nesta página passam por um filtro antes de serem publicadas, para assegurar a sua veracidade.

2. Faça uma lista com os itens que deseja comprar.

Coloque no papel tudo o que você deseja comprar. Isso ajuda a se organizar e não se perder em meio à grande quantidade de ofertas no dia da ação.

3. Estabeleça um orçamento para fugir de dívidas indesejadas.

Separe uma quantia para gastar no dia da ação e não ultrapasse esse valor. Se não der para comprar aquela geladeira agora, paciência.

4. Fuja dos “horários de pico” da internet.

Os picos de acesso do site oficial do evento acontece nas primeiras horas da promoção, entre 0h e 2h, e na hora do almoço, entre 12h e 14h. A grande quantidade de visitantes simultâneos pode causar lentidão no acesso. Caso isso aconteça, tente acessar o site em outro horário.

5. Compare os preços na semana que antecede as compras e na hora de comprar.

Faça um levantamento dos preços dos produtos que deseja na semana que antecede o evento e, novamente, no dia da ação. Compre apenas se valer a pena e depois de ter pesquisado em todos os sites do segmento.

6. Saiba identificar quais produtos estão em promoção.

Vale lembrar que, se uma loja participa do Black Friday, isso não significa que todos os seus produtos estão em promoção. A loja escolhe alguns itens ou categorias para aplicar os descontos especiais. Para fazer uma busca somente entre produtos que estejam com desconto, o consumidor deve ir direto para o site do evento.

7. Denuncie ofertas irregulares.

O consumidor que encontrar alguma promoção questionável, que aparente qualquer tipo de irregularidade ou desconto irreal, pode e deve fazer sua denúncia no site Reclame Aqui, que estará sendo monitorado pelos organizadores da Black Friday Brasil.

Fonte: http://vejasp.abril.com.br/materia/black-fraude

voltar

Cadastre-se e concorra agora mesmo.

*Campos Obrigatórios

Categorias